domingo, 23 de setembro de 2007

“FEBRE” no GAG – Cheguei a tempo da estréia!

A palavra “FEBRE” assimila conceitos positivos e negativos como: “paixão”, “fascinação”, “moda”, “mania”, “delírio”, “obsessão”, “vício”, “compulsão”e “fanatismo”.
Nesta tragicomédia inédita, de Marcos Azevedo, a narrativa se desenvolve como uma jornada no inconsciente de Diana, a personagem protagonista.
“FEBRE” procura tirar uma dimensão arquetipica da despersonalização do indivíduo dentro do sistema . As múltiplas vertentes, que determinam nossos hábitos, posturas e conceitos enquanto seres sociais que repetem padrões coletivos, alguns superficiais e inofensivos, outros essencialmente perigosos são a matéria prima desta pesquisa de linguagem cênica.
Diria que é um espetáculo cabeçudo e imprescindível para reflexão.
Em cartaz até dia 10 de novembro.
Acesse: http://www.gag.art.br/programacao/
Aproveitem o link para checar o espaço GAG. Gosto muito da proposta do local, quem sabe o Muriqui far’a a venda especial de fim de ano por lá!


Nenhum comentário:

Postar um comentário